Sculptra facial: conheça o tratamento

Sculptra facial

Após os 30 anos de idade nosso corpo inicia seu processo de envelhecimento. É um processo inevitável e que resulta em lentas mudanças por todo o corpo. O processo pode, porém, se iniciar mais cedo ou mais tarde, de acordo com os hábitos e o histórico familiar da pessoa.

Uma dieta equilibrada, em conjunto com exercícios físicos regulares, tem o poder de atrasar o envelhecimento. O principal responsável por isso é o estímulo à produção de colágeno e elastina, devido à presença dos nutrientes necessários (providos pela dieta) e do estímulo à regeneração do corpo (provido pelos exercícios físicos).

Por outro lado, o sedentarismo, os excessos (de álcool, sal, açúcar e gordura), o fumo, e a exposição contínua ao sol são fatores que tendem a acelerar o envelhecimento. Eles podem causar problemas como o aumento da inflamação interna, desgaste dos tecidos, gasto dos nutrientes do corpo, prejuízo à circulação, entre outros.

Em geral, o envelhecimento inicia aos 30 anos, mas começa a se tornar visível apenas aos 40 ou 50. É um processo lento, resultante não somente da degradação de tecidos, mas da dificuldade do corpo de se regenerar dessa degradação.

O principal fator responsável por esse processo é a diminuição da produção de colágeno e elastina. Após os 30 anos, os fibroblastos, células responsáveis por produzir essas proteínas, passam a diminuir o ritmo de sua produção em 1% ao ano. Como resultado, a capacidade regenerativa do tecido conjuntivo da pele passa a diminuir lentamente.

Esse tecido conjuntivo se chama “derme”, e é responsável por prover sustentação, firmeza e elasticidade à pele. O prejuízo na sua regeneração resulta em flacidez e na formação de linhas de expressão. Portanto, o estímulo à sua regeneração contribui para o rejuvenescimento da pele.

Além disso, outro aspecto do envelhecimento é o emagrecimento. Durante esse processo, o organismo degrada e absorve parte do tecido adiposo e muscular de várias partes do corpo, em especial do rosto. Como resultado, surge um aspecto mais magro, em conjunto com sulcos visíveis em certos locais. Além disso, esse novo relevo também torna as rugas e linhas de expressão mais aparentes.

Para esses casos, o Sculptra é uma ótima opção. A aplicação do Sculptra facial é uma forma de recobrar a aparência jovem do rosto, contribuindo para combater o envelhecimento. Continue a leitura para conhecer melhor esse tratamento. 

O que é o Sculptra facial?

Sculptra é o nome comercial do ácido polilático (mais especificamente, do ácido poli-L-lático).

Ácido polilático (PLA) se refere a uma classe de plásticos de mesma composição química, mas configurações levemente diferentes: o ácido poli-L-lático (PLLA), poli-D-lático (PDLA) e o poli-D,L-lático (PDLLA), uma combinação dos dois.

O PLA apresenta uma grande gama de aplicações. A aplicação mais famosa atualmente é a impressão 3D, sendo um dos tipos de plásticos mais comuns para esse caso. Sua principal vantagem é que é produzido utilizando substâncias naturais, e também se degrada naturalmente, formando substâncias biodegradáveis e biocompatíveis.

A principal substância formada é o ácido lático. O ácido lático é uma substância comum na natureza e produzida pelo corpo humano. É o ácido produzido durante a fermentação da lactose, sendo importante para a produção de queijos e iogurtes, e produzido pelos músculos durante atividades físicas intensas, um dos responsáveis pelo aumento da massa muscular.

Para aplicações médicas e estéticas, o PLLA é o mais usado. Por ser biodegradável e se degradar em substâncias produzidas pelo corpo, é completamente seguro e biocompatível. Sua principal vantagem é que demora mais tempo para se degradar que os outros tipos de PLA, o que o permite cumprir várias funções no corpo.

Sendo um polímero, na medicina é usado para auxiliar na regeneração de tendões, ligamentos e ossos, fornecendo uma estrutura temporária e absorvível que fornece espaço e apoio para as células regenerativas do corpo.

Quando injetado, por outro lado, forma um leve volume na região e sua degradação estimula a ação dos fibroblastos, aumentando a produção de colágeno e elastina. Dessa forma, contribui para o rejuvenescimento do local durante sua degradação.

Composição

O Sculptra em si é um gel que apresenta uma suspensão de PLLA. O objetivo do gel é facilitar a infusão da substância no corpo, visto que sua versão pura é cristalina. O gel também contribui para manter o PLLA no local de aplicação.

O gel é composto de croscarmelose sódica e manitol não-pirogênico, substâncias também biocompatíveis. Deve-se, porém, estar atento a possíveis sensibilidades a alguma dessas substâncias antes de realizar o tratamento. Consulte seu dermatologista sobre essa questão.

Histórico

Estudos sobre aplicações médicas e estéticas do Sculptra existem desde 1999. Pesquisas iniciais visavam usá-lo como preenchedor, com o objetivo principal de tratar casos de lipoatrofia facial, isto é, de perda intensa das camadas de tecido adiposo do corpo, condição comum, por exemplo, em pessoas que apresentam AIDS.

Seu uso foi aprovado pela primeira vez em 2004, pelo FDA (Food and Drug Administration), órgão americano equivalente à Anvisa. Foi usado inicialmente apenas para o tratamento da lipoatrofia, mas, a partir de 2014, foi aprovado também para o tratamento de rugas e linhas de expressão. O Sculptra surge dessa evolução da aplicação do PLLA. No Brasil, é aprovado para fins estéticos desde 2004 também.

Como funciona o sculptra facial?

O ácido lático é uma das substâncias responsáveis pela regeneração do corpo. Sua presença estimula os tecidos a se regenerarem, e estimula o corpo a produzir as substâncias necessárias para essa regeneração.

Por exemplo, durante a realização de exercícios físicos intensos, é comum que não haja oxigênio suficiente na corrente sanguínea para a manutenção do funcionamento dos músculos. Isso, em conjunto a sua utilização intensa, causa danos na musculatura.

Como resposta, os músculos começam a produzir ácido lático, o que contribui para aumentar a energia disponível. A presença de ácido lático também estimula o corpo a regenerar a região, o que causa a recomposição e o crescimento da musculatura.

Quando o PLLA é injetado no rosto, o corpo o degrada, formando ácido lático. A presença do ácido lático então estimula o corpo a regenerar o local em que ele está presente. No caso, a derme. Com isso, o corpo estimula a produção de colágeno e elastina e o fortalecimento da derme enquanto o PLLA está presente no local.

O tratamento

O tratamento consiste na infusão localizada de Sculptra nas regiões em que se deseja tratar. Ao ser inserido na derme, o Sculptra imediatamente forma um leve volume e seu processo de degradação é iniciado.

Para sua infusão, são utilizadas microcânulas ao invés de agulhas comuns. As microcânulas são agulhas curtas, finas e de ponta arredondada. O objetivo delas é facilitar a aplicação, apresentando um comprimento já calibrado, e também minimizar os danos causados à pele.

As agulhas pontiagudas comuns são muito eficazes na aplicação de vacinas, por exemplo. Porém, sua ponta causa danos aos tecidos, o que causa o sangramento que comumente acontece após seu uso. Quando é necessário atravessar tecidos densos, como músculos, ou atingir grandes profundidades, ela se torna necessária.

Porém, a derme e a epiderme, as duas camadas mais externas da pele, são relativamente fáceis de serem penetradas, além de apresentarem espessura reduzida. Por isso, a ponta não é necessária.

O uso de microcânulas também apresenta a vantagem de não resultar em furos abertos: a pele rapidamente se fecha após sua remoção. Dessa forma, o Sculptra injetado se mantém no local aplicado, não resultando em vazamentos, e há menor risco de infecções e complicações.

O tratamento geralmente causa pouco incômodo, visto que a pele não é danificada, mas a aplicação de anestesia local, como na forma de anestésicos tópicos, também pode ser utilizada para tornar o procedimento mais confortável.

Geralmente é necessária apenas uma sessão para o tratamento. Uma sessão é o suficiente para aplicar o Sculptra facial em todas as partes da face requisitadas. Porém, caso necessário, sessões de revisão podem ser realizadas caso, por exemplo, algum local apresente falta ou excesso da substância.

Aplicações do sculptra facial

A principal aplicação do Sculptra facial é o rejuvenescimento do rosto, o que pode ser realizado pela sua injeção em diferentes partes do rosto.

O objetivo mais comum é a redução de sulcos, rugas e linhas de expressão. Esse procedimento consiste em utilizar a propriedade preenchedora do Sculptra para preencher o local, causando um maior estiramento da pele. A produção de colágeno e elastina posteriormente substitui esse preenchimento por uma matriz de tecido conjuntivo fibroso, regenerando a derme e provendo firmeza e elasticidade à pele.

Além do rosto, o Sculptra também pode ser aplicado em outras partes do corpo, sendo um importante aliado no tratamento da celulite e da flacidez.

Resultados

O preenchimento provido pelo Sculptra facial é imediatamente visível. O preenchimento é resultado da adição da substância, causando leve dispersão dos tecidos ao redor. Ele não é tão visível quanto o de outras substâncias similares, como o ácido hialurônico, mas contribui para a melhoria do aspecto do local.

Os resultados do estímulo da produção de colágeno, porém, tendem a ser mais demorados. O rejuvenescimento da pele começa a ser notado a partir da terceira semana após o tratamento, mas os resultados finais são notados apenas por volta do sexto mês. A aparência rejuvenescida geralmente dura entre um ano e meio e dois anos.

Felizmente, caso desejado, após o fim dos efeitos o tratamento pode ser realizado novamente, obtendo-se resultados semelhantes,

Efeitos colaterais do sculptra facial

A aplicação do Sculptra é um tratamento minimamente invasivo. Portanto, resulta em efeitos colaterais de baixa intensidade.

Sintomas comuns são vermelhidão, dor e inchaço no local de aplicação. Geralmente causam pouco incômodo e desaparecem naturalmente em até 48 horas. Para melhoria dos sintomas, recomenda-se a aplicação de compressas geladas no local por 15 minutos, uma vez por dia.

Caso apresente sintomas mais intensos, consulte

Em casos raros, é possível que sejam formados pequenos nódulos no local de aplicação. Esses nódulos são facilmente removíveis, e sua remoção pode ser realizada em uma sessão de revisão. Consulte seu dermatologista caso note a presença de nódulos.

Após o tratamento

Nos primeiros dias após o tratamento, é importante cuidar para manter a saúde do local tratado. Isso significa:

  • Evitar exposição excessiva ao sol;
  • Usar protetor solar com FPS mínimo de 30 caso precise sair ao sol;
  • Evitar aplicar pressão forte no local, inclusive durante o sono;
  • Não aplicar substâncias possivelmente irritantes no local, como maquiagens;
  • Recomenda-se realizar massagens leves duas vezes por dia e aplicar hidratantes, visando melhorar a regeneração do local.

O dermatologista também pode realizar recomendações mais específicas ao seu caso. É importante seguir as orientações para garantir bons resultados e evitar a ocorrência de complicações.

Contraindicações

Embora seja seguro e minimamente invasivo, o Sculptra facial também apresenta algumas contraindicações.

Como já dito anteriormente, não é possível realizar o tratamento caso apresente sensibilidade a algum dos componentes da fórmula.

O tratamento também não é recomendado para grávidas e lactantes. Também não o é para pessoas que apresentam implantes definitivos no rosto, apresentam tendência à formação de cicatrizes hipertróficas ou queloides, fazem uso contínuo de anticoagulantes ou Aspirina (ácido acetilsalicílico) ou apresentam dificuldade de coagulação sanguínea (coagulopatia).

Conclusão

O Sculptra facial provê uma ótima forma de rejuvenescer o rosto. Sendo baseado no uso de substâncias biocompatíveis, é capaz de obter resultados ótimos e naturais, minimizando os riscos de rejeição da substância e de ocorrência de complicações.

O procedimento de aplicação também contribui para isso. O uso de microcânulas permite minimizar os danos à pele, resultando em menor tempo de recuperação, efeitos colaterais menos intensos, e um pós-tratamento muito simples.

Devido à facilidade de realização e sua biocompatibilidade, ele apresenta poucas contraindicações, o que o torna um tratamento muito acessível.

O Sculptra se baseia no uso de processos naturais do corpo para obter seus resultados. Em especial, ao estímulo da produção de colágeno e elastina. Por isso, embora o preenchimento seja notado imediatamente após a sessão, os resultados finais só serão notados por volta do sexto mês.

Por volta de um ano e meio a dois anos, os efeitos já não serão mais visíveis. Felizmente, devido à facilidade do tratamento e sua biocompatibilidade, pode ser realizado novamente após esse período, obtendo resultados semelhantes.

Gostou do artigo? Compartilhe com seus amigos! Assine também nossa newsletter e fique por dentro!

Sobre o autor:

CRM-SP: 156490 / RQE: 65521. Médica pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP/EPM). Residência Médica em Dermatologia pela UNIFESP. Pós-Graduação em Dermatologia Oncológica pelo Instituto Sírio Libanês (SP). Fellow em Tricologias, Discromias e Acne pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HC-FMUSP). Pós-Graduação em Pesquisa Clínica pela Harvard Medical School – EUA (Principles and Practice of Clinical Research).

Compartilhe Esse Conteúdo
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe um Comentário

Postagens Relacionadas

categorias

Pesquise por Categoria

Unhas

Rosto

Manchas na pele

Doenças da Pele

Dermatologia Estética

Cosmiatria

Cabelo

Receba Novidades

newsletter

Receba Novidades Por E-mail